Thursday, 12 April 2007

Gatos não sabem ler


É lógico q eu sinto falta da minha mãe, do meu pai, da minha irmã, dos meu amigos, mas hj eu queria utilizar esse espaço para dizer o qto eu sinto falta dos meus gatinhos...
Essa separação foi a mais difícil pra mim, afinal eles estavam comigo 24hs por dia, 7 dias na semana, eram meus filhos. E olha q nem de gato eu gostava antes de conhecê-los!

No começo eu achava q o Mingau nem gostava de mim até q quase 6 meses depois de ir morar com o Má, ele passou a ronronar pra mim e "mamar" nas minhas roupas, este eu sabia q ficaria bem pois ele sempre foi um menino independente, aliás vivia chegando em casa de madrugada todo estrupiado e a mamãe aqui as vezes nem dormia de tanta preocupação!
Já a Lillo é um cão em corpo de gato, mudou completamente a minha percepção de q gatos não são companheiros, muito pelo contrário! Onde eu ia, lá estava a Lilloca. Cansei de tralbalhar com ela em meu colo ou então dormindo com a cabeça em cima do meu teclado. De vez enquando a gente até conversava! Por isso me procupei q ela teria mais problemas com a adaptação em outro lar.
Antes de nos mudarmos encontramos um bom lar para eles e uma excelente nova família mas nada fez com q a dor de deixá-los fosse menor.

Quase um mês depois de chegarmos aqui acordei um dia e disse pro Má q alguma coisa tinha acontecido com Lillo. Escrevi pra nova mamãe deles mas obtive um resposta evasiva, tentei me enganar q tinha sido só um pesadelo ou coisa assim, mas continuei sonhando com ela, mandei novos e-mails, e dessa vez nenhuma resposta. O tempo foi passando e minha angústia aumentando.

Domingo passado consegui finalmente notícias, como eu previa o Mingau virou a sensação da casa, manda e desmanda e ensina travessuras pros novos irmãos, está feliz, já a Lillo... me contaram uma história de q ela havia sido levada por uma criança excepcional de dentro da fazenda do Ibama onde ela estava morando...na verdade uma história q nem me convenceu mas q ao menos provou q coração de mãe não se engana nunca!

Infelizmente ninguém sabe o q realmente aconteceu, ou se ela está bem, o q eu posso dizer é q me sinto culpada. Ela é uma gatinha muito amorosa q teve um papel muito importante na minha vida e eu jamais vou esquecê-la. Espero realmente q ela esteja feliz e talvez fazendo uma criança especial tão feliz qto ela me fez.

Lilloca e Mingus, mamãe ama muito vcs!
Pena q gatos não lêem blogs...

4 comments:

Lúcia said...

Oi, Jan!

Bom, primeiramente, que bom que você abriu o blog, finalmente né? Agora nós poderemos saber também o que se passa nessa sua cabecinha...

Quanto aos gatos, olha, eu tenho uma sensação muito boa sempre que penso neles, viu... Sei que não quer dizer muito, mas... outro dia, limpando as minhas fichas de atendimento, peguei as deles... E, mesmo, me passaram uma sensação muito boa, de tranqüilidade. É por isso que eu digo a você, amiga, não se preocupe com a Lilo, eu tenho CERTEZA que ela está bem!

Fique você bem, também, por aí, viu? Não imagina a falta que você está fazendo, os dois claro, mas as nossas conversas, nossa, Jan... Que saudades! Beijos mil!

Janaina Frizzarin - "Janet" said...

Ah Lu, eu tb sinto muita falta dos nossos papos, principalmente os em inglês...hahaha. Mas tb vc precisa aparecer mais no skype! Quero notícias tb!

Qto aos meu gatinhos vc não é a primeira q acha q ela está bem, a Miti acha a mesma coisa. Agora eu só posso torcer por isso.

Beijão amiga/irmã

Fabi said...

Jan, acho que quando eu for morar aí do outro lado do mundo meus cães já vão ter ido pro céu dos bichos ... Mas, caso isso não tenha acontecido, nem sei como será se eu não puder levá-los ... Por isso, te entendo, viu? Mas, olha, não fica triste, tá? Gatos são espertos e sabem se virar! Não se sinta culpada, pois vc fez o possível para que eles ficassem bem, não foi desídia. E do resto o Papai-do-céu-dos-bichos fará por eles! Pra vc não ficar tristinha, seus sobrinhos estão enviando boas lambidas! O Bandite cada vez mais gordo e a Nike cada vez mais sem-vergonha! Te amamos.

Mitie said...

Jan

Gatos, caes nao leem blogs, mas sabem quando sao amados. E os seus gatinhos conheciam bem o seu coracao , sabiam o quanto eram queridos e amados.

PS: Tenho certeza que qdo vier nos visitar, o Totó a receberá com muitos uivos, choros, abanos de rabo e outras demostracoes de euforia, pois ele conhece seu Amor pelos animais.